Quem tem direito ao Bolsa Família?

Em ação a mais de 16 anos, o Bolsa Família é o principal programa de redistribuição de renda do Governo Federal. Ou seja, é um sistema de benefício que paga valores em dinheiro a quem tem direito ao bolsa família.

famíla unida quem tem direito ao bolsa família

Desde que foi criado, em 2003, o programa Bolsa Família tem ajudado muitas pessoas carentes em todo o Brasil. Atualmente, estima-se que mais de 14 milhões de famílias recebam o benefício.

Além de estar cadastrado no Cadastro Único para programas sociais do governo federal, a família deve preencher uma série de requisitos. Continue lendo para saber quem tem direito ao bolsa família.

Objetivos do Bolsa Família

Os objetivos por trás do programa são fundamentais para determinar quem tem direito ao bolsa família. Isto porque, para atingir as metas desejadas é necessário focar em quem mais precisa.

O Governo Federal determinou 3 objetivos mais importantes para o bolsa família, que são:

  • Combater a fome da população e possibilitar uma nutrição adequada, dando acesso aos alimentos essenciais;
  • Reduzir a pobreza e combater a privação e vulnerabilidade das famílias;
  • Possibilitar que as famílias tenham acesso adequado a saúde, educação, alimentação e assistência social.

Com estes objetivos em mente, o governo estipulou tipos e valores para o benefício. Este valor é depositado diretamente na conta bancária das famílias que tem direito ao bolsa família. É por esta razão que ele é chamado de “programa de transferência direta de renda”.

Saiba mais: Qual o valor do bolsa família.

Quem tem direito ao bolsa família?

Em suma, o público alvo do programa são as famílias pobres ou extremamente pobres. Para se enquadrar em um destes dois grupos é necessário preencher os requisitos determinados pelo Ministério da Cidadania.

moeda - quem tem direito ao bolsa família

Além disso, a situação social e composição familiar também contam para determinar quem tem direito ao bolsa família. Veja abaixo quem pode receber o benefício.

  • Famílias extremamente pobres. Ou seja, aquelas que tem uma renda de, no máximo, R$ 89,00 mensais por pessoa;
  • Famílias pobres. Ou seja, aquelas com renda familiar por pessoa entre R$ 89,01 e R$ 178,00 por mês. Entretanto, estas famílias devem ter crianças ou adolescentes até 17 anos em sua composição;
  • Famílias carentes que possuam uma gestante no grupo familiar. A gestação deve ser informada no cadastro durante o período da gravidez;
  • Famílias pobres que possuam bebês em fase de amamentação, até os 6 meses de vida. Para isso, a situação deve ser informada até o sexto mês de nascimento da criança.

Vale lembrar que quem tem direito ao bolsa família deve estar cadastrado junto ao Cadastro Único. Além disso, é obrigatório manter as informações em dia. Para realizar o cadastro, é necessário dirigir-se à Prefeitura Municipal da cidade de sua moradia.

Porém, para receber o benefício não basta preencher todos os requisitos. Em outras palavras, quem se enquadra nos critérios não passa a receber os valores automaticamente. Antes disso, é necessário passar por um processo de seleção onde são analisados os dados da família. A seleção é feita todo o mês, e é realizada pelo Ministério do Desenvolvimento Social do Governo Federal.

Saiba mais: Para conhecer mais detalhes, acesse o site oficial do programa aqui.

Cadastro no Bolsa Família

Para participar do processo de seleção do Bolsa Família, é necessário primeiramente se cadastrar. Para isso, o cidadão deve se dirigir à Prefeitura Municipal ou ao CRAS, com os seguintes documentos:

  • Carteira de Identidade, Carteira de Habilitação ou Carteira de Trabalho;
  • CPF;
  • Carteira de Trabalho;
  • Comprovante de Residência (Conta de Água ou Luz);
  • Certidão de Nascimento ou de Casamento no Civil.
cadastro de quem tem direito ao bolsa família

Lembramos que é necessário levar a documentação de todas as pessoas da família, bem como comprovantes escolares das crianças e adolescentes. A inscrição deve ser feita pelo responsável pela família, que ficará a cargo de atualizar as informações se necessário.

Consulta dos selecionados para o Bolsa Família

A seleção de quem está apto para participar do bolsa família é realizada mensalmente pelo Governo Federal. Entretanto, muitas famílias possuem dúvidas sobre como consultar a lista dos selecionados.

Se este é o seu caso, fique tranquilo: a Caixa envia uma correspondência informando que sua família foi aprovada no processo de seleção. O Cartão do Bolsa Família também é recebido em casa pelo beneficiário após sua seleção para o programa.

Para quem não recebeu, a orientação é se dirigir ao Centro de Referência de Assistência Social – CRAS do município. A informação também está disponível via telefone, pela central Caixa Cidadão – 0800 726 02 07, ou diretamente na Prefeitura Municipal.

Você sabia? A Caixa também presta atendimento para quem tem direito ao bolsa família através do Facebook! Para isto, acesse a página oficial do banco aqui.

Requisitos para seguir recebendo o benefício

Algo muito importante para quem recebe o benefício social é ficar atento aos requisitos para não perder o direito. O governos estipulou a seguinte lista de regras a serem cumpridas por quem tem direito ao bolsa família:

  • Manter toda família cadastrada com dados atualizados no Cadastro Único;
  • Manter as carteiras de vacinação com as vacinas obrigatórias em dia para as crianças até 7 anos de idade;
  • Assegurar que os adolescentes estejam matriculados e frequentando a escola. Para isso, quem possui entre 6 e 15 anos de idade deve ter frequência mínima de 85% nas aulas. Já quem tem 16 ou 17 anos deve apresentar frequência mínima de 75%;
  • A mulher gestante deve fazer o acompanhamento de pré-natal, conforme calendário do Ministério da Saúde;
  • Mulheres de 14 a 44 anos de idade devem estar fazendo o acompanhamento de saúde da mulher;

Vale ressaltar que quem participa do Bolsa Família deve ficar atento para preencher estes requisitos por todo o período em que receber os valores, e não só na hora da inscrição. Assim, o cadastro deve ser atualizado à cada 2 anos no município, ou sempre que ocorrer alguma mudança na família.

Você sabia? Quem recebe o bolsa família ou outro programa social pode tirar a Carteira de Habilitação gratuitamente. É a chamada CNH Social. Para mais informações, dirija-se ao Detran ou ao CFC mais próximo da sua residência.

Cartão cidadão

Para facilitar a vida de quem tem direito ao bolsa família, o Governo Federal criou o cartão cidadão. Trata-se de um cartão bancário emitido pela Caixa Econômica Federal, instituição financeira responsável por realizar as operações do Bolsa Família.

Com ele, é possível sacar o benefício, imprimir extratos e fazer consultas nos caixas eletrônicos ou Lotéricas da Caixa. Além do bolsa família, o cartão cidadão dá acesso a outros benefícios sociais, como PIS e FGTS.

Quem é beneficiário do programa e quer fazer o cartão deve se dirigir a uma agência da Caixa ou Casa Lotérica conveniada. Não se esqueça de levar seus documentos pessoais e o número do NIS. Para mais informações, você pode entrar em contato com Caixa Cidadão pelo telefone 0800 726 0207.


O Bolsa Família é um tradicional programa de benefício social do Governo que tem auxiliado milhões de famílias de toda a nação. Os valores são um complemento fundamental no orçamento mensal das famílias mais carentes.

Se você tem direito ao bolsa família ou conhece alguém que tenha, a dica é se dirigir à Prefeitura Municipal da sua cidade e fazer o cadastro único. Confira cuidadosamente a lista de requisitos e leve sua documentação ao posto de atendimento.

Ficou alguma dúvida? Deixe nos comentários que buscaremos lhe ajudar! Além disso, você sempre pode acessar a página oficial do programa no site da Caixa para conferir as informações.

Compartilhar é se importar!

Rolar para o topo